quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Zé Dirceu: da condenação do mensalão ao empregão

Olá.
Você, alguma vez na sua vida conheceu ou conhece alguém que arranjou um baita emprego depois de ser condenado a um regime semiaberto ou mesmo após cumprir toda a pena?
Bem impossível, né?
Maaaaaas, pra esses fuleragens que chamamos de governantes ou políticos, tudo é possível.
Após ser condenado pelo mensalão recentemente e de cumprir regime semiaberto no Presídio da Papuda, o ex-chefe da Casa Civil, José Dirceu, descolou um emprego num hotel 4 estrelas de Brasília. E, ao que tudo indica, vai ganhar um belo salário que este blogueiro que vos fala não ganha com 1 ano de trabalho: 20 mil reais por mês registrados em carteira de trabalho.

"20 mil? Isso só dá pra ração do meu cachorro."
Bem, eu aqui não vou nem entrar no mérito de a condenação dos mensaleiros ter sido justa ou não. No entanto, com esse episódio, podemos perceber claramente o quão falho e excludente é o sistema prisional do Brasil. A grande maioria da população carcerária, com julgamento justo ou não, nunca terá os mesmos privilégios e oportunidades que esses senhores estão tendo. Seja por esse sistema, que não recupera presos para se tornarem cidadãos - apenas pune e enjaula - não lhes dando trabalho, estudo ou capacitação, seja pelo próprio preconceito da população em geral, que vê o ex-detento como ameaça. O resultado é que essa parcela da população volta à marginalidade e, em muitos casos, à criminalidade, mantendo crescente a bola de neve da violência em todo o país.
E, com esse episódio, podemos também observar a cara de pau de nossos políticos, que ainda têm a coragem de criticar o sistema carcerário que eles mesmos ajudam a construir. E o que é pior: não fazem nada pra mudar esse quadro.
É como eu sempre digo: os problemas são conhecidos. Falta vontade política.
E a tal "vontade política" não vai existir enquanto a sociedade não cobrar. Onde está o gigante acordado de junho? Por que voltou a dormir se a missão ainda não acabou? Tem muita coisa para melhorar no país em matéria de educação, saúde, segurança. E tudo isso passa pela política, você gostando ou não dela.
Ano que vem tem eleição. É outra grande oportunidade. Maaaas, a mudança tem que partir de você que me lê. Como certa vez, algum sábio das internets disse: resolva sua vida antes que alguém também não resolva por você".
Recado dado
Abraço.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A partir de agora, todos podem comentar no blog, incluindo os anônimos. Contudo, para a sua segurança (e para a minha, claro), ele serão moderados. Só passarão os comentários relacionados ao assunto do post. Comentários com ofensas ou agressões não são bem-vindos. No mais, aproveite. Este espaço também é seu. Sabendo usar, não vai faltar.