sábado, 22 de junho de 2013

Guy Fawkes, revolucionário (?)

Olá.
Todos nós temos acompanhado pelos meios de comunicação e até mesmo participado ativamente das diversas manifestações que tem acontecido no Brasil neste mês de junho. Nos post passado, procurei falar um pouco a respeito de como eu vejo e como poderia melhorar.
Entretanto, quero chamar atenção para um aspecto desses movimentos.
Volta e meia tem aparecido manifestantes que usam a famosa máscara de Guy Fawkes, mais popularmente conhecida como "a máscara do V de Vingança".



O motivo da escolha por esse símbolo é o fato de que a personagem da histórias em quadrinhos (que, mais tarde, foi adaptada ao cinema), V, era um revolucionário que queria derrubar um governo fascista inspirado num revoltoso inglês do século 17 chamado Guy Fawkes que tentou explodir o parlamento inglês a fim de derrubar o rei Jaime I e instaurar um novo governo.



Ok, a intenção de quem pôs essa máscara é boa. Maaaas, creio que, antes de usá-la, creio que você que me lê deveria saber o que ela representa realmente.


Guy Fawkes, o cara que inspirou a máscara.
Guy Fawkes, na verdade, era um católico extremista que participou de um golpe conhecido como "Conspiração da Pólvora". Fawkes seria o responsável por detonar os explosivos, já que era especialista em bombas. O objetivo do movimento era derrubar o rei protestante Jaime I e restaurar na Inglaterra o poder temporal da Igreja Católica. O movimento foi delatado, e Fawkes, condenado. Desde então, Fawkes foi considerado um símbolo revolucionário e continua a ser até hoje graças à popularidade dos quadrinhos e do filme V de Vingança.
Para resumir a história. Guy Fawkes estava lutando não por interesses do povo em geral, mas sim pelos católicos da Inglaterra. Tá certo que Jaime I perseguiu os católicos, mas, pelas intenções do grupo de Fawkes, a Inglaterra ia trocar seis por meia dúzia. 
E isso me remete a outro movimento que teve no Brasil no século 18 que ficou na história por ser o primeiro movimento emancipatório do nosso país: a Inconfidência Mineira. Até hoje, as tias do colégio ensinam pras crianças que Tiradentes foi um herói nacional que lutou pela liberdade. Na verdade, a Inconfidência Mineira foi um movimento que foi concebido pelas elites e para as elites, que não aguentavam mais pagar impostos a Portugal pela exploração do ouro. Não tinha realmente apelo popular, tanto que fracassou. O movimento tinha vários líderes, e Tiradentes era, provavelmente, o menos influente deles. Tanto que foi o único que sofreu a pena capital, em 1792, enforcado, assim como o próprio Guy Fawkes.

E, lamento informar, mas Tiradentes não era sósia de Jesus.
" Meu mundo caiiiu..."

A semelhança entre o movimento de Guy Fawkes e a de Tiradentes é clara: foi a revolta de um pequeno grupo. Não teve apelo popular ou o povo seria usado de massa de manobra.
Assim sendo, eu deixo o questionamento: Guy Fawkes realmente representa quem quer a mudança?
Pense nisso antes de comprar aquela máscara maneiríssima e usar no protesto.
Abraço.

2 comentários:

  1. Confesso que não conhecia a história de Guy Fawkes, mas não é muito diferente da de muitos "revolucionários" da história mundial, tal como o também "mito" Che Guevara que, frases poéticas a parte, executava seus desafetos no paredón e transmitia ao vivo na TV (conforme vi num documentário, seja lá quanto de credibilidade isso signifique).

    Mas o fato é que em junho, no dia em que saí às ruas, estavam vendendo essa máscara a 30 reais. 30 REAIS. Nem preciso continuar.

    ResponderExcluir
  2. Já eu sabia que Guido Fawkes (é outra forma do nome dele) era esse católico extremista que queria explodir o parlamento para trocar seis por meia dúzia. E interessante o paralelo que você fez entre a conspiração da pólvora e a inconfidência mineira.

    Tenho que a impressão de que os Anonymous se rasgariam e se cortariam caso eles lessem esse texto.

    ResponderExcluir

A partir de agora, todos podem comentar no blog, incluindo os anônimos. Contudo, para a sua segurança (e para a minha, claro), ele serão moderados. Só passarão os comentários relacionados ao assunto do post. Comentários com ofensas ou agressões não são bem-vindos. No mais, aproveite. Este espaço também é seu. Sabendo usar, não vai faltar.