quarta-feira, 4 de abril de 2012

Instagram para Android e a "orkutização" do preconceito

Olá.
Quem acompanha redes sociais (notadamente o Twitter) ficou sabendo da grande notícia de ontem (sim, já passa da meia-noite no momento em que escrevo, então é ontem). Foi lançado e disponibilizado para download a versão do famoso aplicativo de fotos Instragram para a plataforma Android.
Bem, isso é uma boa notícia para usuários de celulares e tablets com Android, portanto, devia ser motivo de alegria, certo?


Não para uma parcela de usuários de Iphone, que era o único aparelho que dispunha desse aplicativo. Por esse pessoal, a notícia não foi muito bem recebida. Assim como o que ocorreu com redes sociais, muitos desses usuários veem essa novidade do Instagram como um ataque ao seu "direito" à exclusividade no uso da ferramenta. Afinal, supostamente, esse sujeito não pode usar das mesmas coisas que outro de menor poder aquisitivo, consumir as mesmas coisas e por aí vai.
Bem, a Internet, como tudo na vida que se fabrica pra consumo, teve um pioneirismo nas classes mais abastadas, maaaaaaaaaaaas sempre teve vocação para a popularização. E assim foi feito. Hoje em dia, pouquíssima gente não tem acesso à rede mundial de computadores de alguma forma.
E também desde o começo, as classes mais endinheiradas sempre fizeram o movimento de correr pras montanhas a cada sinal de popularização de um chat, de um fórum de uma rede social, o que se usou chamar de "orkutização", devido à crescente migração de usuários brasileiros de todas as classes do ex-líder Orkut para o mais novo queridinho das redes sociais: o Facebook. Agora, com esse episódio do Instagram, ficou ainda mais visível a mesquinharia desse pessoal. Querer se diferenciar por causa do uso de um aparelho de determinada marca e, pior, de um aplicativo. De um mísero aplicativo!
Desculpe aí leitor se você era um desses que não concordam com o Instagram para Android, maaaaaas, se "não ser orkutizado" quer dizer ser mesquinho e desrespeitoso com uma pessoa só por causa de poder aquisitivo, eu prefiro não ser. Se ser legal e descolado for isso, prefiro ser careta mesmo.
Acreditem, usuários de Iphone, Android, Blackberry, Nokia lanterninha e de sinal de fumaça: somos todos seres humanos, feitos da mesmíssima matéria e vamos todo mundo pros mesmos sete palmos sob a terra quando morrermos (a não ser que você seja cremado, mas seu corpo vai acabar do mesmo jeito).
Por isso, vamos repensar um pouco nosso pensamento sobre "status", se é que ele existe mesmo ou é só invenção nossa pra nos sentirmos melhores (que os outros).
Abraço.

4 comentários:

  1. Anônimo4/4/12

    Essa onda de preconceito é bem típico de gente mimada. Os consumidores de produtos da Apple se acham superiores por pagar mais caro por produtos - as vezes piores- do que os demais -, só pelo status, e se acham muito inteligentes por causa disso. É fato também que a maioria dos smartphones com android são mais baratos. Contudo, existem os aparelhos tops, que custam tanto quandto ou mais caros que o iPhone. Os mais abastados também têm o direito de utilizar um smartphone que lhes confira mais liberdade. É uma questão de gosto. Essa baboseira toda parece muito mais com recalque de quem comprou um iPhone em 12x, para se sentir incluso na "Elite".

    ResponderExcluir
  2. Esse pessoal, com esse mimimi todo merece é a carta "trouxa de roupa para lavar"

    ResponderExcluir
  3. Heberton Arduini6/4/12

    Acho que o problema maior é a quantidade de usuarios. A medida que aumenta o nivel vai diminuindo. Ja tem muita foto idiota de patricinhas segurando o iphone na frente do espelho, agora fotos desse nivel vai aumentar, dificultando o filtro por boas fotos. O Orkut começou bem, mas a medida que foi aumentando a qualidade das discussões dos foruns foi diminuindo proporcionalmente.

    Ver issso apenas como preconceito é ter uma visão limitada. Com certeza existe esse fato elitista mas isso é o menor dos males.

    ResponderExcluir
  4. Olá wellinton Gostei do seu post muito legal. especialmente agora que a instagram foi comprada pelo facebook por 1Bilhão de dolares. Gostaria de te convidar para fazer parte do grupo empreendedores digitais no facebook. Acho que o pessoal lá gostaria muito de ler seus posts.

    ResponderExcluir

A partir de agora, todos podem comentar no blog, incluindo os anônimos. Contudo, para a sua segurança (e para a minha, claro), ele serão moderados. Só passarão os comentários relacionados ao assunto do post. Comentários com ofensas ou agressões não são bem-vindos. No mais, aproveite. Este espaço também é seu. Sabendo usar, não vai faltar.