quinta-feira, 17 de março de 2011

Peitaria salvadora 2 (ou o dia em que a mulher foi que enganou a cobra)

Olá.
Após o longo hiato e o post de ontem,  voltamos com força total.
E com mais uma fantástica história desse mundão de meu Deus.
Em um outro post que fiz há algum tempo atrás, demonstrei, através de uma notícia, que o silicone não tem função apenas estética. Também é um investimento interessante de defesa pessoal.
Explico. Na Espanha, uma modelo israelense de nome Orit Fox estava brincando com uma cobra, quando, de repente, a bichinha resolveu dar uma dentada nos seios da dona. Como é possível ver na "fota" abaixo.




Pra quem gosta de piada pronta: a cobra morde seios de uma mulher numa TV espanhola. ESPANHOLA.


Um dado importante para a compreensão desta história: a cobra era peçonhenta.
Após o incidente, a mulher só foi pro hospital, tomou soro antiofídico e foi embora pra casa feliz e serelepe.
Quando a cobra...
Aí está o fato curioso da história. A bichinha, ao morder os seios da cunhã, se intoxicou com o silicone dela e, logicamente foi pra terra das pernas imaginárias juntas. Sim, imaginárias por se tratar de uma cobra.
Vi esta notícia aqui. Maaaaaaas, se desejar, veja a notícia original no jornal inglês.
É. Parece que a revanche entre a mulher e a cobra saiu, milhares e milhares de anos depois:



"Vem, cobrinha. Vem morder as tetas do conhecimento. MUAHAHAHAHAHAHA!"


Dica de postagem da Cacá, um antiga leitora nossa, via Twitter.
Abraço.

Um comentário:

  1. OI Welton!!! heheheh .. adorei a história... estou voltando á ativa, vamos ver se a maternidade me inspira a postar sempre... beijos

    ResponderExcluir

A partir de agora, todos podem comentar no blog, incluindo os anônimos. Contudo, para a sua segurança (e para a minha, claro), ele serão moderados. Só passarão os comentários relacionados ao assunto do post. Comentários com ofensas ou agressões não são bem-vindos. No mais, aproveite. Este espaço também é seu. Sabendo usar, não vai faltar.