segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

2011 e a "polêmica" da década

Olá.
Estamos hoje chegando ao terceiro dia de 2011, mais precisamente o terceiro dia de uma nova década.
Entretanto, tem gente que ainda não aceita esse fato. Afirmam que a nova década já começara no dia 1 de janeiro de 2010, assim como muitos acreditavam que o milênio iniciou-se em 2000. Maaaaaaaaaaas, eu explico a seguir porque não é nem correto e nem admissível pensar dessa forma.
A explicação passa primeiro pela definição do Calendário Gregoriano.


O Calendário Gregoriano é um modelo arbitrário de calendário que foi concebido pelo Papa Gregório XIII, no ano de 1582 para substituir o Calendário Juliano, até então usado.


Papa Gregório XIII, o idealizador do Calendário Gregoriano e o grande culpado por eu ter que escrever este post hoje.


Tal calendário foi criado para se aplicar as correções da medição do ano solar. Embora ainda tenha passado com alguns erros de cálculo, é o calendário adotado pela maioria dos países do mundo, inclusive o Brasil. E agora anote esse dado porque ele vai ser muito importante para entendermos o porque da década atual não começar em 2010: o primeiro ano do Calendário Gregoriano é o ano 1, que foi escolhido por ser o que acreditava-se ser o ano do nascimento de Cristo (depois verificou-se que Cristo nascera mesmo em 6 a.C. do Calendário Gregoriano) . E  como teve vários anos antes desse ano 1, passou-se a adotar o a.C. (antes de Cristo) para se referir a esses anos. E o último ano antes do ano 1, portanto, foi o ano 1 a.C.  Ou seja, não houve o ano zero. Se não houve o ano zero, segundo o Calendário Gregoriano, a primeira década começou no ano 1 e terminou no ano 10; a segunda década começou no ano 11 e terminou no ano 20; a terceira começou no ano 21 e terminou no ano 30 e assim por diante. Hoje, a década atual começou no ano de 2011 e vai terminar no ano de 2020, assim como a década passada começou em 2001 e terminou em 2010.
Maaaaaaaaaaaas, Welton. Então porque se fala década de 20, década de 30, etc.?
Isso não passa de uma convenção prática para no situarmos melhor nos fatos e para facilitar a comunicação. É mais prático e ágil falar década de 30 do que década de 31, não concorda? Maaaaaaaaaaas, isso não quer dizer que o primeiro ano da década de 30 foi 1930.
Entenda. Se formos cair na armadilha de dizer arbitrariamente que  as décadas começam nos anos terminados em 0, vamos esbarrar na definição de década da primeira desde o ano 1: assim sendo, como não houve o ano zero, a primeira década começaria no ano 1 e terminaria no ano 9. Ou seja, só teria nove anos....Oh, wait... Década não eram 10 anos? Ops...
É aquela história: contra fatos, não há argumentos, ou como dizia aquele personagem do saudoso Francisco Milani: o que não é facto não é exacto.
Só estou escrevendo isso pelo próprio bem de você que me lê. Por mais que você acredite em seu coração que a década começou em 2010, você não pode afirmar isso numa prova objetiva ou concurso, por exemplo. Eles não querem saber a resposta do seu coração. Querem saber é de dados concretos. Nesse caso, sua convicção pessoal pode ser a diferença entre você e a sua vaga na Universidade ou no emprego.
Bem, era isso. Desde já, desejo uma feliz década novinha em folha a todos.
Abraço.

3 comentários:

  1. Anônimo7/1/11

    sensacional

    ResponderExcluir
  2. Anônimo2/1/12

    Você fala mais do que deve. Valeu pelo post.

    ResponderExcluir
  3. Anônimo12/9/12

    Achei sua explicação muito clara. parabens!

    ResponderExcluir

A partir de agora, todos podem comentar no blog, incluindo os anônimos. Contudo, para a sua segurança (e para a minha, claro), ele serão moderados. Só passarão os comentários relacionados ao assunto do post. Comentários com ofensas ou agressões não são bem-vindos. No mais, aproveite. Este espaço também é seu. Sabendo usar, não vai faltar.