quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Eleição decidindo o futuro das novas gerações (literalmente)

Olá.
Eu sei que você já deve estar cansado do tema. Maaaaaaaas, é que acabo de ouvir uma história de um funcionário da Universidade em que estudo (sim, xenófobos. Aqui tem Universidade e, guess what, o povo aqui trabalha e muito, inclusive também nas cidades de vocês.). Não perguntei se era verdadeira ou se ele viu em algum lugar, maaaaas, achei interessante e ora reproduzo, com minhas palavras:

"Uma mulher acabara de ter uma filha nas vésperas da eleição. Daí, o pai da criança, ao vê-la no colo da mãe, questiona a mulher:
- Já escolheu o nome da menina, mulher?
Ao que ela responde:
- Ainda não. Tou esperando pra ver que candidato vai ganhar a eleição.
O marido arregala o olho, espantado com a resposta da mulher e pergunta:
- Sim, mas o que é que tem a ver candidato com o nome da nossa filha?
Respondeu então a mulher:
- É porque o nome da minha fliha vai depender de quem ganhar a eleição.
E completou:
- Se a Dilma ganhar a eleição, vai se chamar Vitória.
O marido:
-E se o Serra ganhar?
Esclarece a mulher:
-Vai se chamar Socorro!"



Sem mais por estas eleições, senhoras e senhores.
Abraço.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A partir de agora, todos podem comentar no blog, incluindo os anônimos. Contudo, para a sua segurança (e para a minha, claro), ele serão moderados. Só passarão os comentários relacionados ao assunto do post. Comentários com ofensas ou agressões não são bem-vindos. No mais, aproveite. Este espaço também é seu. Sabendo usar, não vai faltar.