sábado, 7 de novembro de 2009

O dia em que a vítima é que foi punida



Olá.
Como acontece muitas vezes no Brasil, a vítima, e não os agressores é que foi punida.
Todos vocês acompanharam a história de uma jovem universitária que foi hostilizada por seus colegas pelo simples fato de estar usando um vestido curto! Vestido esse que a grande maioria das mulheres brasileiras tem em seu guarda-roupa e sempre usam. Até a polícia foi envolvida na confusão.
E olha como a Uniban, a universidade(?) em que ocorreu a confusão, ajuda a estudante. Expulsando-a da instituição.
Isso mesmo. Ao invés de punir os agressores, que foram muitos, a universidade (?) preferiu punir a vítima. Tipo, a moça é agredida verbalmente, chamada de apelido, quase linchada, levada pela polícia e no final ainda é expulsa da faculdade? E tudo porque ela quis ir a faculdade com um traje mais confortável? PelamordeDeus, gente. É muita hipocrisia pra um caso só. É claro que toda instituição pode determinar o fardamento para seus alunos. Porém, com certeza, esse colégio nunca deve ter determinado coisa nenhuma, senão ela nunca teria vindo de vestido curto. Eu pelo menos, não vi nada de anormal nesse vestido dela. É curto? Sim. É sensual? Demais. Mas não chega a atentar contra o pudor, como sugeriram as pessoas dessa "universidade".
E a Uniban, que era quem deveria ter dado o suporte para a moça voltar aos estudos normalmente, decide expulsá-la porque é mais cômodo e traz menos prejuízo pro caixa deles expulsar uma aluna do que 100. Lamentável.
Eu, no lugar dela, entraria na justiça, pediria uma gorda indenização e mandaria fechar aquela bodega que ousam chamar de "universidade".
E tomara que ela ganhe a causa.
E mais uma vez, manifesto meu repúdio tanto aos agressores quanto à universidade. Ninguém tem o direito de julgar ninguém pelo modo de vestir. E mesmo que ela fosse mesmo uma puta, como afirmavam, não poderiam agredi-la também. Onde é que está escrito na lei que puta tem que apanhar ou ser xingada? Faz favor, né, gente?
Fica aqui, portanto, o apelo. Que sejam punidos quem realmente tem que ser punido: os "estudantes" baderneiros e a universidade falsa moralista e irresponsável. E que esta pobre moça tenha os seus danos devidamente reparados.
Afinal, existem coisas bem mais graves para se preocupar do que com um simples vestido que uma moça use.
Abraço.

2 comentários:

  1. Cara eu não tinha visto isso! Isso merece boicote! (ultimamente ando muito boicotão, mas é verdade).

    Que vergonha, Uniban! (também não faço idéia do que quer dizer a sigla Uniban).

    ResponderExcluir
  2. Que vergonha mesmo! É muita hipocrisia!

    Não pensei que fariam isso com ela.. Coitada.

    Te linkei lá, viu?
    Obrigada por linkar o Normal aqui! =)

    ResponderExcluir

A partir de agora, todos podem comentar no blog, incluindo os anônimos. Contudo, para a sua segurança (e para a minha, claro), ele serão moderados. Só passarão os comentários relacionados ao assunto do post. Comentários com ofensas ou agressões não são bem-vindos. No mais, aproveite. Este espaço também é seu. Sabendo usar, não vai faltar.