sábado, 12 de setembro de 2009

Será que Nelsinho Piquet queima a roda traseira?

Olá.
Todo mundo tem acompanhado, recentemente, na imprensa, o escândalo envolvendo Nelson Ângelo Piquet e a equipe Renault, na pessoa de Flávio Briatore, chefe da equipe da montadora francesa. Segundo denúncia e posterior confissão por parte do próprio Nelsinho, o piloto brasileiro teria jogado o carro no muro de propósito para provocar a entrada do do safety car no GP de Singapura, ano passado.Tal entrada do Safety Car acabou beneficiando Fernando Alonso, que havia largado dos boxes, em último e terminou vencendo a corrida.
Pois é. E segundo Nelsinho, ele recebeu ordem do próprio chefe da equipe, Flávio Briatore para colidir com o muro a fim de beneficiar o seu companheiro de equipe. Notou-se até que ele teria ensaiado tal manobra antes.
Briatore, obviamente, ao invés de confessar, preferiu negar veementemente e a fazer acusações sobre Nelsinho e seu pai, o tricampeão Nelson Piquet. Só que o Briatore também resolveu baixar ainda mais o nível das acusações. E, graças ao Soda Indie, cheguei a essa informação: o chefe da Renault acusou Nelsinho de ser gay e ter um caso com um homem mais velho.

Será que ele é?


Bem, obviamente, fiquei passado e engomado com essa notícia e fui atrás. Eis o link.
E segundo Briatore ainda, Nelson Piquet, o pai teria pedido ajuda para separar Nelsinho de seu suposto companheiro.
A comunidade também deve ter ficado em polvorosa com a notícia:


"Abalou Nelsa! Tomba aquela Briatore, amigan!"



"Nelsinho? Atoron o perígon dele!"


"Não acredito que aquela aleijada hipócrita denunciou o Nelsinho! Querem acabar ca minha viiiiiidaaaa?"



"Levei mais uma pra irmandade!"


Falando sério agora.
Ok, realmente Flávio tem o direito de se defender das acusações de Nelsinho na justiça. Maaaaas, daí a falar da sexualidade do cara para atacá-lo já é um pouco demais. Algum tipo de punição só por este caso ele já merecia, já que não tinha nada a ver ele mexer nessa história.
Impressionante como a Fórmula 1 está num mar de lama já há algum tempo. Primeiro o caso de espionagem envolvendo a McLaren. Depois a história de quererem acabar com a Fórmula 1. Agora isto.
Tomara que resolvam esta história o mais rápido possível, que os responsáveis sejam punidos, que Nelsinho tenha sorte na carreira, seja ela na F1 ou não e que nada mais aconteça para manchar a imagem da Fórmula 1, que é a categoria mais fascinante do automobilismo.
Abraço.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A partir de agora, todos podem comentar no blog, incluindo os anônimos. Contudo, para a sua segurança (e para a minha, claro), ele serão moderados. Só passarão os comentários relacionados ao assunto do post. Comentários com ofensas ou agressões não são bem-vindos. No mais, aproveite. Este espaço também é seu. Sabendo usar, não vai faltar.