terça-feira, 22 de setembro de 2009

"Vota em mim aí, peixe!"

Olá.
Bem, não é de hoje que a política brasileira está uma verdadeira bodega. E não é de hoje também que muito espertinho se aproveita da mediocridade da política brasileira e da falta de senso crítico da população para fazer carreira fácil.
E também não é de hoje que celebridades em decadência se aproveitam de tudo isso aliado ao próprio nome e fama de que ainda dispõem para conquistar a tão sonhada vaguinha no poder e garantir o excelente salário e os benefícios mil de que nossos dirigentes dispõem.
A mais nova promessa de fenômeno nas urnas é um nome que fez e faz muito sucesso, se aposentou a pouco tempo e está às voltas com problemas financeiros. E aparantemente decidiu juntar a fome com a vontade de comer ingressando na carreira política.
Sim, trata-se dele, do artilheiro, do rei da pequena área: Romário.



"Aí, peixe! Conto com seu voto."


Segundo informações que circularam pela imprensa, Romário deve se filiar nesta terça-feira (22/09/2009), às 14 horas, ao Partido Socialista Brasileiro a fim de concorrer já no ano que vem às eleições para deputado estadual.
Eu não posso afirmar isso com 100% de certeza aqui por não ter provas, maaaaaas, fica difícil acreditar que Romário esteja entrando para a política para ajudar a população. Pode até ser que ele ajude aqui e acolá, como todo político faz para manter o eleitorado, maaaas, não creio que essa seja a principal motivação do baixinho. É só olhar a situação atual dele, mergulhado em dívidas. Chegou a ser preso por não pagar pensão alimentícia dos filhos. Agora vem com essa de filiação a partido e possível candidatura. Ele vai, portanto, seguir o exemplo de Túlio Maravilha nós gostamos de você \o/ que, ano passado, foi eleito vereador em Goiânia.
Bem, todo mundo que lê o Ora píulas! já conhece minha opinião sobre esse tipo de candidatura. São candidaturas prejudiciais e que contribuem para diminuir ainda mais os critérios de escolha dos eleitores. E mais, contribui para rebaixar ainda mais o nível de nossos governantes. Já disse aqui e repito. Temos que votar em pessoas comprometidas com as causas populares e os benefícios para a maioria da população nas diferentes cidades, estados, bem como todo o país. O Poder Público não é asilo e não é recanto para celebridades falidas e sim, um local sério de trabalho. E portanto, temos que colocar pessoas sérias lá para trabalhar por nós.
Maaaas, enquanto a consciência pública não desperta, não é difícil prever uma vitória do baixinho nas urnas. Caso se confirme, não tenha dúvida de que ele vai se sentir muito à vontade no cargo de deputado. Afinal, ficar paradão só esperando pra receber ele passou a carreira inteira fazendo.
Acorda, Brasil, antes que este país afunde de vez!
Fica o apelo.
Abraço.

2 comentários:

  1. falasério! o romário na política... :/
    uma bodega mesmo...
    bjus
    (obrigada pela visitinha :)

    ResponderExcluir
  2. Nós podemos não votar neles, mas o direito a se candidatar é universal, pelo bem ou pelo mal que isso signifique.

    Não sei quem é pior: Romário ou Kleber Bambam. Pelo menos se eu morasse no Rio já teria 2 candidatos a menos... hehe

    Aqui em Campo Grande uma vez o ator David Cardoso (alguém se lembra?) se candidatou uma vez. Perdeu. Aí foi embora de CG. Um tempo depois, no programa da Claudete Troiano:
    - E aí, David Cardoso, como vai Campo Grande... o caldo de piranha..
    David:
    - Piranha é o que não falta lá...

    E sabe o Ogg Ibrahim, aquele repórter da Record que vez ou outra apresenta até mesmo o jornal lá? Já morou em CG e também se candidatou a vereador (perdeu, pela graça de Jesúisi).

    Espero que o Romário vá vender algumas coisasinhas dele pra melhorar a situação financeira ao invés de sugar uma teta do governo.

    ResponderExcluir

A partir de agora, todos podem comentar no blog, incluindo os anônimos. Contudo, para a sua segurança (e para a minha, claro), ele serão moderados. Só passarão os comentários relacionados ao assunto do post. Comentários com ofensas ou agressões não são bem-vindos. No mais, aproveite. Este espaço também é seu. Sabendo usar, não vai faltar.