terça-feira, 15 de setembro de 2009

Deus não dá asas às cobras. Asas não...

Olá.
E eu achando que já tinha visto de tudo nesta vida.
Aliás, nem fui eu que vi, foi uma chinesa.
Explico. Essa chinesa, de nome Duan Qiongxiu, 66 anos, acordou certa noite com uma zoada. Eis que ela encontra uma cobra em seu quarto. Claro, isso já seria motivo mais do que suficiente para entrar em pânico. Maaaaas, o susto teve um plus a mais.
Ou melhor, uma perna a mais. Veja:


Ai, como era grande...a perna da cobra!


Isso mesmo que você está vendo, doidim! A tal da cobra nasceu com uma perna, coisa que suas irmãs de espécie não tem. Só que, infelizmente, ela não é mais a única cobra com perna viva de que se tem notícia, já que a truculenta chinesa matou a póbi!


"Ai, que racha uó essa chinesa! Como é que ela me mata uma cobra tãão grande e ainda mais com perna? Eu criaria essa cobra! Era só ela ter dado pra mim! Tou revoltada! Cadê minha gilete?"

Maaaaas, felizmente, pelo menos a chinesa lá entregou a cobra para uma intituição científica da China (creio que deve ser uma espécie de Instituto Butantã de lá). Pelo menos a bichinha vai ficar conservada para a posteridade.
Maaaaas, eu confesso que fiquei preocupado. Se cobras ainda conseguem ser perigosas apenas rastejando, imagina uma correndo? Se nasceu uma cobra com perna, podem nascer outras. Aí seria mais um perigo para a humanidade.
Vamos rezar para que essa tenha sido a última, pelo menos.
Abraço.

2 comentários:

  1. Ou é evolução, ou é mutação. No caso de ser evolução, vai demorar ainda alguns milhares (ou milhões) de anos para todas as cobras terem pernas (e saberem como usá-la).

    Tô tranqüilaço quanto a isso
    ;D

    ResponderExcluir

A partir de agora, todos podem comentar no blog, incluindo os anônimos. Contudo, para a sua segurança (e para a minha, claro), ele serão moderados. Só passarão os comentários relacionados ao assunto do post. Comentários com ofensas ou agressões não são bem-vindos. No mais, aproveite. Este espaço também é seu. Sabendo usar, não vai faltar.