segunda-feira, 22 de junho de 2009

O mordomo é de Roseana Sarney, maaaaas, adivinha quem paga o salário dele?


Olá.
Parece até post repetido, maaaas, infelizmente, não é. Aconteceu de novo.
Outro dia, postei sobre um caso de uma doméstica que prestava serviços a um secretário e estava sendo paga com dinheiro público. Releia o caso.
Agora, aparece mais um caso de empregado pessoal pago com o meu dinheiro, o seu e de todo o povo brasileiro. Desta vez, o serviçal presta serviços à Dinastia dos Sarney.
Isso mesmo. O mordomo de Roseana Sarney, de nome Amaury de Jesus Machado, de 51 anos, conhecido como "Secreta", presta serviços à família da atual e eterna governadora do Maranhão e é pago com dinheiro do Senado Federal. Isso porque ele é enquadrado como funcionário do Senado que, como vocês já sabem, voltou recentemente para as mãos do patriarca da Dinastia, José Sarney. Coincidência?

"O Senado é de papi e o mordomo é pago pelo dinheiro do Senado. Logo, o dinheiro e o mordomo também são de papi! Qual o problema?"

Segundo o site do Estadão:

"Secreta" é uma espécie de faz-tudo, quase um agregado da família. Cuida dos serviços de copa e cozinha, distribui ordens aos funcionários e organiza as recepções que Roseana promove quando está na cidade. (Fonte: Estadão.com.br)


Pois é. O cara com certeza já se acha o proprietário do Senado Federal e agora se acha no direito de pagar desde o pão carioquinha que ele come de manhã até os empregados de sua nada humilde residência e a de seus filhos com o dinheiro daquela instituição. Dinheiro que, na verdade, é nosso. Nós é que estamos sustentando o luxo e conforto da dinastia Sarney, senhoras e senhores.
Roseana, que era senadora antes de reassumir o governo do Maranhão, afirma que ele acumula as duas funções (funcionário e mordomo). Maaaaas, fica claro e evidente que este só presta serviços à governadora e sua função no Senado também era serví-la. Ou seja, estamos sim pagando por um mordomo de uso pessoal e intransferível de Roseana. E a própria lei diz que não é possível um senador ter um funcionário do Senado Federal como empregado pessoal. Até porque não seria possível, em tese, trabalhar em duas casas ao mesmo tempo.

.............................................."Eu trabalho em duas casas e ninguém reclama, daí!"

Felizmente, o Ministério Público deve investigar o caso. O que se espera é que Roseana seja processada por improbidade administrativa, o mordomo seja demitido e fique livre para se dedicar única e exclusivamente à sua amada patroa e seja renumerado com o dinheiro desta.
E mais uma vez, em especial o povo do Maranhão: vamos pressionar as autoridades para que a justiça seja feita.
E vê lá em quem você vai votar nas próximas eleições para pelo menos reduzir ao mínimo as irregularidades que ocorrem em todas as instâncias de poder. E vamos fiscalizar esses caras, para eles não fazerem e acontecerem com o nosso dinheiro, como neste caso.
Abraço.

Um comentário:

  1. Né?

    Além de ter vergonha de ser brasileira, ainda tenho vergonha se ser maranhense. ¬¬

    ResponderExcluir

A partir de agora, todos podem comentar no blog, incluindo os anônimos. Contudo, para a sua segurança (e para a minha, claro), ele serão moderados. Só passarão os comentários relacionados ao assunto do post. Comentários com ofensas ou agressões não são bem-vindos. No mais, aproveite. Este espaço também é seu. Sabendo usar, não vai faltar.