quinta-feira, 23 de abril de 2009

Eles que viajem a pé, se quiserem


Olá
Parece que, aos poucos, os deputados e os senadores estão recobrando a noção das coisas.
Agora tanto a Câmara dos Deputados quanto o Senado tiveram seus gastos com passagens aéreas limitadas. Agora somente deputados, senadores e seus respectivos acessores têm direito a passagens aéreas, desde que sejam a trabalho, e somente no território brasileiro.
Leia aqui e aqui.
Essa medida precisou ser adotada devido a gastos que os deputados e senadores faziam levando amigos e familiares para passear de avião às custas do dinheiro do povo. Com isso, pretende-se moralizar a distrubuição de passagens que, na teoria, devem ser usadas para assuntos governamentais, e não para passeios particulares.
Enfim, posso aplaudir uma decisão da Câmara e do Senado neste blog. Os anseios populares foram contemplados com essas medidas moralizantes, pois o povo está farto de patrocinar as orgias que são feitas com dinheiro público.
Maaaaaaas, é claro que muitos dos deputados ficaram insatisfeitos em perder os privilégios em torno da aquisição de passagens. Leia a opinião de alguns dos nossos deputados sobre a lei:

“Daqui a pouco nós estamos recebendo vale-transporte”, diz o senador Epitácio Cafeteira (PTB-MA).

“Teremos problemas de quorum aqui porque temos aniversário de esposa, de filhos e damos um jeito de a família estar aqui conosco. Vamos ter que ficar nos estados para poder cumprir a obrigação familiar de solidariedade”, defende o deputado Ricardo Barros (PP/PR). (Fonte: G1)
Coitadinhos né, gente?
Os deputados trabalham tanto, ganham tão pouquinho e ainda vão ser obrigados a pagar a passagem dos parentes. Foi, realmente, muita maldade o que fizeram com nossos honestos e trabalhadores dirigentes |/ironia mode|.
Maaaas, graças a Deus, a lei foi aprovada. E ainda digo mais: outros privilégios, como auxílio-moradia, décimo-quarto quinto e sexto salários, imunidade parlamentar, deveriam ser extintos.
É. Seria demais pedir isso aos nossos deputados tão necessitados. Eles passariam fome |/ironia extrema mode|.
Por mim, nenhum deles receberia nem salário. Se fosse assim, quem sabe, não entraria só gente íntegra.
Maaaaaas, enquanto tiver grana (e muita) na jogada, haverão os oportunistas.
Pelo menos, essa nova lei foi um sinal de que nem tudo esta perdido. Porém, pode melhorar. É só exercemos o nosso papel de fiscalizadores.
Então, vamos lá!
Abraço.

2 comentários:

  1. Absurdo é pouco neah? E o pior é que eu acho que naum vai dar em nada e eles continuarão a viajar por ai. Resta torcer p/ avião cair.

    ResponderExcluir
  2. Adoraria ver um desses políticos viajando de Brasília pra sua terra natal de ônibus pinga-pinga... IAjaijAIJOAOJSAOISJ... põe num daqueles barcos do Rio Amazonas superlotados, aqueles que volta e meia naufragam...

    ResponderExcluir

A partir de agora, todos podem comentar no blog, incluindo os anônimos. Contudo, para a sua segurança (e para a minha, claro), ele serão moderados. Só passarão os comentários relacionados ao assunto do post. Comentários com ofensas ou agressões não são bem-vindos. No mais, aproveite. Este espaço também é seu. Sabendo usar, não vai faltar.