terça-feira, 17 de março de 2009

O dia em que o torcedor matou a partida

Olá.
De fato, como já é chavão: futebol é uma caixinha de surpresas.
E infelizmente, nem sempre são surpresas agradáveis.
Foi o caso de uma partida de futebol que ocorreu lá no Iraque.
A partida entre Sinjar e Buhairat foi decidida em favor do primeiro com um lance inusitado e, ao mesmo tempo, trágico.
Bem antes de descrever como foi, eis uma pequena ilustração que fiz só pra dar uma pequena ideia do que aconteceu (perdôem a tosquice dos desenhos; eu fiz às pressas para postar ainda hoje):1o quadrinho: Narrador: Invadiu a aréa, olho no lancê!
2o quadrinho: Narrador: Minha nossa senhora! Atiraram no atacante! O que é que eu vou dizer lá em casa?
3o quadrinho: Torcedor: É isso aê. Ngm faz gol no meu time!



Isso mesmo. Quando o atacante do Buhairat invadiu a área e ia finalizar a gol, um torcedor do Sinjar(que vencia por 1x0) deu um tiro certeiro no pobre jogador do outro time. Maaaaaas, ao contrário da minha tirinha, o tiro foi na cabeça (eu preferi fazer no peito só para exagerar um pouquinho na descrição da pontaria do torcedor). E esse assassinato acabou definindo a partida, pois o jogo já estava no fim.

................................................"Esse tiro foi tão bom quanto pintar com Lukscolor!"

Claro que o "zagueirão" da arquibancada pagou caro pela "ajudinha". Acabou identificado e preso pela polícia iraquiana. Pelo menos isso!
A reportagem do G1 (de onde extraí a notícia) não nos diz, mas será que algum repórter entrevistou o torcedor assassino herói do jogo?
Se tivesse rolado entrevista, seria mais ou menos assim, eu acho:

-Estamos aqui com Jalin Rabei, torcedor que decidiu a partida com uma importante intervenção ao ataque adversário. E aí? Como se sente sendo o nome do jogo?
-Éééé, com certeza, né? Tá de parabéns o meu revólver e a nossa equipe. Nós saímos na frente no placar aí, né, fizemos o gol, seguramos o resultado até o fim, né, o time tava unido e concentrado no resultado, né, o atacante deles quase fez o gol aí, maaaaas eu tive a felicidade de acertar um tiro no atacante deles, né, impedir o empate, né, garantir os três pontos e dar alegria a essa torcida maravilhosa, graças a Deus!
Falando sério agora.
Realmente foi lamentável o fato. A segurança falhou, o cara entrou armado e infelizmente provocou a tragédia.
Que isso sirva de lição para todos os países onde se pratica o futebol, especialmente o Brasil, que vai sediar uma Copa e ainda sofre com violência entre torcedores. Atenção para a segurança, tanto dentro quanto fora dos estádios para que tragédias como essa não se repitam em lugar nenhum mais.
Abram o olho, governantes. Quantas vidas ainda precisam ser ceifadas para que as coisas se ajeitem?
Este foi o recado de hoje.
Abraço.

3 comentários:

  1. É verdade, as coisas estão ficando loucas. E ainda querem fazer uma copa aki.

    ResponderExcluir
  2. HAHAHAH

    Foi Lukscolor vermelho que tu usou o desenho né... vermelhaço desse jeito.
    Desenhos assaz aprazíveis. Dou 2 balas "7 Belo" por eles, quer?

    ResponderExcluir
  3. só isso não virar moda aqui tah bom....
    tô de cara... beijos

    ResponderExcluir

A partir de agora, todos podem comentar no blog, incluindo os anônimos. Contudo, para a sua segurança (e para a minha, claro), ele serão moderados. Só passarão os comentários relacionados ao assunto do post. Comentários com ofensas ou agressões não são bem-vindos. No mais, aproveite. Este espaço também é seu. Sabendo usar, não vai faltar.