quinta-feira, 26 de março de 2009

E o Estatuto da Criança, fica aonde?

Olá.
Pessoas, o mundo virou de patas pro ar!
Que os jogadores de futebol estão sendo muito valorizados e procurados lá no estrangeiro, isso nós já estamos sabendo há bastante tempo. E que alguns deles saem ainda garotos, nos também estamos carecas de saber.
Maaaaaaaaas, o time do Al Gharrafa, lá do Qatar, atingiu o cúmulo.
E contratou um jovem jogador brasileiro.
Ok, Welton, normal, e daí?
Daí que o jogador não é jovem; é ultrajovem...


...................................................................."... e merece respeito! "

A idade do nosso pequeno craque, de nome Leozinho (guarde esse nome...e deixe guardado) é (pasmem) 7 anos de idade......................................................................Taí o bixim! Magrinho!!

Isso mesmo. 7 anos de idade. É mais um integrante da geração Maísa, que está assolando o mundo:

..........................................................Assolando mesmo!!!

Maaaas, pelo que se pode ler na reportagem, foi uma oferta tentadora para os pais do menino prodígio do dente-de-leite. O pivete vai receber um salário alto para uma criança: o equivalente a R$ 2, 200 ( um publicitário em Fortaleza não chega a ganhar isso :/ ) além de assistência médica e educacional pagos pelo clube e uma convocação para a seleção de base do Catar. Sem falar que o clube, movido a petrodólares, tem uma estrutura de fazer inveja a muito time profissional aqui do Brasil.
Maaaaas, na minha humilde opinião, eu creio que não foi uma decisão acertada dos pais liberar o garoto para jogar, por mais que haja compensação financeira. É uma criança e, como tal, tem que estudar, brincar com outras crianças, sonhar, enfim, ser criança. Sendo contratado como profissional, ele vai jogar como gente grande, treinar como gente grande, receber cobranças de gente grande e por aí vai. E provavelmente, pouco ou nada sobrará de sua infância, pois seu psicológico certamente será afetado. Sem falar que ele vai morar num país estranho, onde os meninos são diferentes dele, o que pode acabar não sendo benéfico para o seu desenvolvimento social. E como ele tem 7 anos apenas, sei lá, ele pode acabar descobrindo que quer ser outra coisa (bailarino, por exemplo).
Podem me chamar de besta. mas trata-se de um trabalho e, como tal, não pode ser desempenhado por crianças. Se é permitido no Qatar, problema deles, maaaaas aqui no Brasil (onde nasceu o menino, aliás) é crime e o certo era os pais trazerem o menino de volta e deixar que ele decida jogar ou não quando tiver idade. Ora, desde quando menino de 7 anos tem querer?
E a FIFA deveria intervir para que esses clubes endinheirados não fiquem aliciando crianças para jogar futebol. Trata-se de uma exploração que não pode ser estimulada, nem permitida.
Se você, pai, receber uma proposta dessas, não se deixe seduzir. Pense no melhor para o seu filho. Na maioria das vezes, trata-se de golpistas que querem levar vantagem com os pequenos jogadores. Não dê moleza para a pilantragem.
O melhor que você pode dar a se filho é educação. Com educação, a criança vai estar apta a decidir sobre seu próprio futuro mais na frente.
Fica o recado.
Abraço.

5 comentários:

  1. pior, e se ele resolve ser blogueiro? ahiauahi

    ResponderExcluir
  2. hahahaha com certeza uma mente perturbada dessas vai ter que blogar... mas se ele resolve ser bailarino hehehehe

    ResponderExcluir
  3. Casquei de rir com seu assaz aprazível texto. A frase 'é rir para não chorar', por sua vez, é bem apropriada. Imagino já o moleque, vai ser educado em árabe, só pra começar...
    Por outro lado, sabe lá a realidade financeira desses pais. Se for pra escolher entre meu filho viver a infância na miséria catando papelão ou nos Emirados da Puta Que Pariu ganhando dindim desde cedo... adivinha o que eu prefiro?

    Cruj Cruj Cruj, tchau!

    ResponderExcluir
  4. Condordo com voce, Welton...
    Lugar de criança é estudando e se divertindo como criança

    ...Mas ... Contudo...Poremmmmm....

    não descordo do Mestre ai em cima...sabe se lá as condiçoes financeira dos pais do menino...como ele ...eu prefiro meu filho ganhando uma boa bufunfa lá na pqp do que catando papelão aki...

    Vem ka....será que não tem lugar pra mais um nao???
    A Maisa bem que podia ir junto neh...rs

    Vai pro Catar, catar cokinho Maisaaaa!!!!!

    ResponderExcluir
  5. É impressão ou o baixote tem as "pernas pra dentro"?

    Loucura essa contratação.
    Cara, se tem moleque de 11 anos fazendo "filme pornô caseiro", isso aí é o de menos.

    ResponderExcluir

A partir de agora, todos podem comentar no blog, incluindo os anônimos. Contudo, para a sua segurança (e para a minha, claro), ele serão moderados. Só passarão os comentários relacionados ao assunto do post. Comentários com ofensas ou agressões não são bem-vindos. No mais, aproveite. Este espaço também é seu. Sabendo usar, não vai faltar.