quinta-feira, 1 de janeiro de 2009

Teorias da Conspiração: Dunga, o melhor Q.I. da história do futebol

Olá.
Este é o primeiríssimo post de 2009 do Ora píulas! E aqui a gente não enrola não. Já vou botar a mão na massa.
E vou trazer aqui um exemplo real de que nem sempre basta você ser competente numa profissão. Na verdade, se você tiver um ótimo Q.I. (não, não o Quociente de Inteligência, e sim o Quem Indica), até a competência é dispensável.
Foi o caso de Afonso Alves, escolhido recentemente por um jornal inglês, o Daily Mirror, como a décima pior contratação do futebol inglês.

........................................."Pelo menos, fui Top 10 em alguma coisa."

Claro, ele nunca teria conseguido chegar a esse patamar se não fosse a tentaviva de ser o técnico da seleção brasileira, Dunga.
Antes da, digamos, irreverente convocação de Dunga para o ataque da seleção, Afonso Alves era jogador do Heerenveen (what?) da Holanda e foi artilheiro daquele poderoso(?) campeonato (sejamos sinceros, tirando Ajax e PSV, que outro time holandês você conhece?). Isso foi o que, segundo nosso "visionário" treinador canarinho, o credenciou a ser escalado para a seleção brasileira. Ora, seguindo essa lógica, Kléber Pereira e Alex Mineiro deveriam ser convocados, afinal, o Brasileirão é mais forte que o Campeonato Holandês. Ah, Dunga, faz favor...
O fato é que ele foi convocado. Muito afirmam que a intenção de Dunga foi justamente convocá-lo à seleção para que Afonso adquirisse visibilidade para, posteriormente, ser contratado por um clube melhor na Europa. Não tenho como provar essa afirmação, mas na minha opinião, as evidências apontam pra isso mesmo. Mesmo com as atuações sofríveis do cone atacante brasileiro (o cara conseguia perder gols que até minha avó faria), o fato de ele ter vestido a amarelinha foi fator determinante para ele ser contratado pelo Middlesbrough, da Inglaterra, cujo campeonato nacional é muito, muito, muito mais forte que o holandês e também mais rico(por isso mesmo que é mais forte). Essa suspeita de que Dunga fez o Q.I. de Afonso Alves faz tanto sentido que, quando Afonso se transferiu, Dunga passou a não convocá-lo mais.
E agora, os ingleses terminam por constatar o que nós brasileiros já tínhamos percebido de Afonso Alves logo que o vimos jogar na seleção: o cara não joga nada! É um centroavante que não faz gols. E um centroavante que não faz mais gols é tão inútil quanto uma geladeira para um esquimó. O famoso "gato por lebre".
Dunga com certeza não é o melhor técnico da seleção brasileira (longe disso, acho que nem um técnico ele é), mas com certeza, foi o melhor empresário que eu já vi. Até eu queria um Q.I. desses. Por um momento, tive inveja da sorte do Afonso.

........................................................."Eu sempre quis ter um Q.I. assim!"

Isso nos leva a refletir sobre a realidade e perguntar a nós mesmos: até quando as indicações de amigos, os Q.I.'s vão continuar se sobressaindo sobre a formação e a competência profissional em alguns setores?
Perguntinha difícil essa.
Por hoje é só. Bom começo de ano pra você.
Abraço.

4 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Ah, esse Dunga de tantas glórias...
    Inventou essa de técnico da seleção, só pra começar.... vai anular todas as glórias...
    vão lembrá-lo no futuro pela sua ingerência na seleção... =P

    ResponderExcluir
  3. rapaz... sei bem como funciona essa coisa de Q.I, quando é pra gente, tudo bem... mas quando é com outro e ainda por cima incompetente a coisa muda. Mas é fato.

    enfim, bjo.

    ResponderExcluir
  4. Eu tinha fé nele ó. Tinha mesmo. Assim como tinha em Lula. :D

    ResponderExcluir

A partir de agora, todos podem comentar no blog, incluindo os anônimos. Contudo, para a sua segurança (e para a minha, claro), ele serão moderados. Só passarão os comentários relacionados ao assunto do post. Comentários com ofensas ou agressões não são bem-vindos. No mais, aproveite. Este espaço também é seu. Sabendo usar, não vai faltar.