sábado, 10 de janeiro de 2009

Ora píulas! completa 1 ano



Olá.
Hoje é um dia especial.
Há exatamente um ano nascia o nosso Ora píulas! Como um ano passa rápido hein?
E pretendo iniciar essa postagem especial com um pequeno histórico do que rolou por aqui nesse um ano.
Tudo começou com conversas com amigos na faculdade. Quem me conhece sabe que de vez em quando eu solto umas tiradas interessantes. E alguém sempre dizia assim: Você tem tantas idéias, por que você não cria um blog? Bem, na época eu não quis porque ainda tinha na minha cabeça a idéia de blog como diário pessoal, por isso que não criei imediatamente. Outro impedimento para iniciar o blog foi a falta de um PC próprio, que só fui adquirir em 2007. Até que um dia, já de posse de um computador, eu pude ver blogs de amigos meus da faculdade, como o Universotários, do Rafael Salvador, o Pretextos Contextuais, da Fabianny, e o Soda Indie, que muitos de vocês conhecem, do meu grande amigo e colaborador Júlio Pio (que é conhecido aqui pela UFC como Geléia, pra quem não sabe). Também comecei a ver uns blogs famosos, que não vou citar aqui por que vocês já conhecem. E daí, eliminei de vez a idéia de que blog é apenas diário pessoal e vi que podia ter muitas possibilidades com a criação do meu próprio blog. Maaaas, o que realmente me convenceu a escrever um blog foi uma conversa com o Júlio. Falei pra ele da vontade de iniciar um blog, mas que não sabia nem como começar. Daí o Júlio deu um conselho que me foi valioso e considero valioso para qualquer pessoa que vai iniciar um blog: "Escreve qualquer besteira!". Pronto.
Aí no dia 9 de janeiro de 2008 abro a conta no Blogger, para no dia 10 fazer o meu primeiro post.
Como vocês puderam ver, o blog começou sem nenhuma pretenção. Tanto que, na época, nem me preocupei em criar um banner para o blog e nem procurar um template. Comecei o blog apenas com um template padrão do blogger, com um fundo cinza, um cabecalho preto e o nome de Ora píulas! em amarelo. Ou seja, totalmente amorfo. A atração inicial eram meus textos mesmo. Só fui inaugurar o meu primeiro banner nesta postagem aqui. Abaixo, o meu primeiro banner, que muitos de vocês conheceram:


E de cara, só tinha dois leitores: minha irmã e o Geléia, que foi o primeiro a me dar força. No começo era comum não ver comentário de ninguém.
Eu só fui ter meu primeiro comentário de alguém desconhecido nesta postagem aqui, pouco mais de três posts depois. Pena que a criatura que comentou depois sumiu.
A primeira leitora fiel apareceu neste post aqui. Chama-se Pâmela, e tem um blog chamado Achados e Perdidos. Ele some muito, mas sempre volta pra cá.
A primeira leitora fiel que me deu um link, no entanto, foi uma moça lá de Rio Branco, no Acre (sim, o Acre existe) chamada Raquel Farias, que, na época, escrevia num blog, chamado "Senta que lá vem História". Infelizmente, ela decidiu acabar com o blog, que, na minha opinião era um dos melhores do meu blogroll ;( . Maaaas, fazer o que, né? Maaaas, pelo menos ela deixou outros leitores como herança: a Palloma (a.k.a. Srta. Amora) do Flores amor e blablablá, e a dupla Makarrão e EAUG do Estrupícius Radioativus. Através da Raquel ainda conheci o "Trem doido" da paulista disfarçada de mineira Roberta, cujo blog é bastante divertido, embora esteja parado a um tempinho. Ainda através da Roberta, cheguei ao Futebol de Minissaia, onde conheci a Grazi, que escreve no excelente Conjunto de Palavras e à mineira Cacá, que teve três blogs enquanto o Ora píulas! seguia seu curso (escreve muito bem, mas some muito), ambas torcedoras do nosso grande freguês Atlético Mineiro, e também conheci a Jacke, do Indo-e-vindo, que anda sumida também, a Fê do Através do meu espelho (que também sumiu) e a Mayra do Especula. Além dessas, também chegou ao meu blog a Mary West do Muito muito coquete, que comentou no meu blog e assim, pude chegar ao blog dela. Aliás, o Muito muito coquete também é muito bom, um dos meus favoritos. A Mary nunca me deu um link, é verdade, mas como ela sempre comenta aqui, eu perdôo. HEHE!
E do lado masculino do me blogroll, além do Júlio, que me acompanha desde o princípio, devo destacar o Thiago Borges, do Cansei de ser Cult, que foi o primeiro a me indicar a um selo e a um meme e, até esta data, foi o sujeito que mais comentou aqui. Através dele, cheguei também ao antigo Tem pra quem quer, hoje Pois Bem de Fábio Buchecha e ao Risada Forçada, do camarada Willian.
E recentemente meu blog está sendo descoberto pelos meus colegas blogueiros da UFC. Ganhei amigos que se tornaram leitores, como a Fabianny, que além do Pretextos Contextuais, contribui no Como eu vim parar aqui? e no blog da Oficina de Quadrinhos( e através da Fabianny conheci também a Lore), de Rafael Salvador, que agora escreve e desenha em A Petisqueira, o André Cyrino (que abandonou o blog dele) a minha melhor amiga Silmara e meu colega de turma na publicidade Diego Moreno, com o seu Deep Surface, dentre outros que já vieram elogiar meu blog. E no final do ano, ganhei mais dois leitores assíduos: O Flávio, do Algo que não deveria ser e a Alexandra do Liquidificadorizando.
Também não posso esquecer do meu primo Heitor, que me convidou para escrever em outro blog, o Cultura Erga Omnes, e que está estreiando carreira-solo na blogosfera com o seu Estética Literária.
Como o número de leitores do Ora píulas! tem aumentado, eu senti a necessidade de mudar o visual do blog. Então decidi fazer algo mais sério. Baixei um template, fiz modificações, criei uma logo para o Ora píulas! e aqui estamos hoje, completando um ano de vida.
Nesse um ano, abordei sobre vários temas interessantes (outros nem tanto): futebol, publicidade, jornalismo, showbusiness, música, política, polêmicas e muitos outros. Ora píulas! se propôs a abordar de tudo um pouco, dentro da minha óptica, é claro. Maaaas sempre deixei (e deixo) espaço para que vocês opinassem, concordando ou não. E me orgulho de já ter conquistado tantos leitores em tão pouco tempo de existência ainda. E a expectativa é conquistar ainda mais leitores e escrever um conteúdo cada vez melhor (e conto com a ajuda vocês para esta tarefa).
Agradeço desde já a todos que que me acompanham. Se eu tiver esquecido de alguém, me perdoem, mas sou grato a todos. E continuem com o Ora píulas! nos próximos anos.
A propósito, o Entrevista Forçada, blog da holding do Risada Forçada publicou uma entrevista com este blogueiro que vos fala em homenagem ao Ora píulas! Clique aqui para lê-la. Depois volte aqui e me diga o que achou.
Abraço.

9 comentários:

  1. \o/ aeeeeeee
    Parabéns, eu sei como é complicado chegar a 1 ano de idade na blosfera.

    Continue o bom trabalho :)

    Beijão

    ResponderExcluir
  2. É pica, é pica.. ops, é pique, é pique.

    ResponderExcluir
  3. Valeu por lembrar de mim, fiquei até emocionada. hehe


    Pois é, continuo por aki e parabéns por completar seu 1º aninho de blog. O meu faria um ano dia 8 de dezembro e eu nem sabia que os aniversários eram tão próximos.

    Adorei o post.
    abraço!

    ResponderExcluir
  4. Raquel. Você faz parte da história do Ora píulas!
    Bjo.

    ResponderExcluir
  5. parabéns meu garoto!! o//
    abraços

    ResponderExcluir
  6. eu gostaria de humildemente agradecer pela lembrança... o meu tbm fará 1 ano por esses dias. E vc sempre tem aparecido por lá.

    Beijos e vida longa.

    ResponderExcluir
  7. Parabéns, 1 Ano de blog não ´q pra qualquer um, e eu não conhecia aqui ainda, cheguei através do Risada Forçada que é blog parceiro meu...

    Abraços

    ResponderExcluir
  8. Atoron o Perigon desse blog. Quem venha o seundo, terceiro e quarto ano desse remédio cibernético!

    ResponderExcluir
  9. Finalmente consegui ler o texto até o fim... hehehe (texto grande eu leio de pouquinho)
    Parabéns e venham mtos anos de Ora Píulas...
    :***

    P.S.: Freguês??? Me aguarrrrrrrrde... ou melhor... Aguaaaaaaaaaaaaarde o Galo... hunf! hehehhe

    ResponderExcluir

A partir de agora, todos podem comentar no blog, incluindo os anônimos. Contudo, para a sua segurança (e para a minha, claro), ele serão moderados. Só passarão os comentários relacionados ao assunto do post. Comentários com ofensas ou agressões não são bem-vindos. No mais, aproveite. Este espaço também é seu. Sabendo usar, não vai faltar.